19.12.14

Mestre Vieira faz um baile de bolso na Discosaoleo

Essa é para quem é do dia ou encarar uma boa guitarrada às 11 da manhã, num sábado. Mestre Vieira, criador da guitarrada paraense, é o concerto de bolso de Natal, amanhã (20 de dezembro), na Discosaoleo, loja especializada em discos vinis, que fica na Trav. Campos Sales, 628 – porão – entre Riachuelo e General Gurjão, bairro da Campina. Além de tocar, o guitarrista vai conversar com o público. O músico também estará disponível para autografar LPs (de colecionadores), seu CD e  DVD dos 50 Anos de Guitarrada, que estarão com precinhos de final de ano. 

Para acompanhar Mestre Vieira neste concerto de bolso, foram convocados músicos que já vem ao longo de suas carreiras pesquisando e se apropriando da sonoridade da guitarrada em seus trabalhos. Bruno Rabelo é guitarrista, produtor, pesquisador e compositor, e já integrou grupos como o Mohamed (1994-98), Cravo Carbono (1998-2008) e Maquine (2010-2012). Atualmente é integrante do Cais Virado, bandas em que a guitarrada de alguma forma se faz presente.

Foi na banda Cravo Carbono (de que fez parte Pio Lobato, produtor, músico e pesquisador responsável pela retomada da carreira de Mestre Vieira em cena nacional) que Bruno tocou com o guitarrista, nascido na cidade de Barcarena, no Pará.

“Eu sempre me emociono com o Mestre. É uma felicidade muito grande tocar com ele neste sábado. Desde os tempos da Cravo Carbono, ele para mim sempre será uma grande referência. A guitarrada está muito presente no meu trabalho também no Cais Virado", diz Bruno Rabelo.

Também estará no concerto, ao lado de Vieira,  André Macleuri, multi-instrumentista, que iniciou suas atividades sobre a guitarrada com a realização do projeto ¨Suite Guitarradas Amazônicas¨, contemplado com bolsa de pesquisa, criação e experimentação artística pelo Instituto de Artes do Pará. Ele assume o baixo. 

André atualmente desenvolve a  uma obra composicional deste gênero musical com o grupo Guitarrada-Açu. Em 2012 ele participou da gravação do “DVD Mestre Vieira 50 Anos de Guitarrada”, gravado ao vivo no Theatro da Paz. O músico tocou com Vieira a composição “Força Total”, que alias, está no repertorio deste sábado (20).

“Está sendo maravilhoso, tanto que nem dormi na noite passada”, diz André. “É algo completamente diferente tocar as músicas do Vieira e tocar com o Vieira. Há uma troca de energia e linguagem, é uma interação formidável. É uma emoção muito grande, tenho muito respeito por ele. Quando ouço Vieira, algo é tocado dentro de mim”, comenta André.

A bateria no concerto  seria assumida pelo filho do mestre, mas por motivos também profissionais, ele não poderá estar em Belém neste sábado, e passou a importante tarefa para Carlos Brito Canhão, que inicialmente faria a percussão.

Carlos Brito Canhão é baterista e percussionista. Já atuou em vários grupos pela Fundação Carlos Gomes, como o grupo de Percussão Erudita, e também integrou a célebre Banda A Euterpia, o Grupo Instrumental Até Jazz, Blues & Cia, Albery Albuquerque Quinteto. Guitarrada será novidade, mas ele garante que já está afinado com o ritmo.

“É uma honra tocar com Mestre Vieira e ao lado de dois grandes amigos, como o André e o Bruno. Vamos fazer bonito e esperamos que os amigos compareçam. A música é uma celebração à Amazônia e a causa é nobre”, diz Canhão.

Porto Musical - Os ingressos custam R$ 15,00, antecipados, e R$ 20,00, na hora. Selecionado para participar do Porto Musical (http://www.portomusical.com.br/2015/programacao/showcases), encontro musical internacional que será realizado em Recife, em fevereiro de 2015, tudo que for arrecadado será investido na viagem para capital Pernambucana. Vieira foi selecionado por meio de edital para realizar um show case no evento, que recebeu cerca de 400 inscrições vindas de todo o país. A apresentação dele em Recife será dia 6 de fevereiro, sendo oportunidade para mostrar o trabalho de Mestre Vieira para um público diverso e especializado.

A guitarrada é uma festa – Fonte de inspiração e patrimônio cultural imaterial do Estado do Pará, a guitarrada tem sido referência para compositores e músicos interessados em pesquisar as sonoridades que nascem nas beiradas da região Amazônica.

O ritmo contagiante, que influencia e dita tendências desde o final dos anos de 1970, foi criado pelo paraense Joaquim de Lima Vieira, que inicialmente o chamou de Lambada, gíria utilizada por um radialista de sua época.

Em 1978, com ao lançamento do primeiro LP “Lambada das Quebradas”, pela Continental, a banda Vieira e Seu Conjunto, como se chamava à época, fez turnê pelo nordeste, vendendo quase 300 mil cópias, já do segundo LP, lançado em 1982. Foram, ao todo, 14 LPs lançados.

Serviço
Concerto de Bolso de Natal – Guitarrada com Mesre Vieira. Os ingressos custam: R$ 15,00 (antecipados) e R$ 20,00 (na hora). Podem ser adquiridos na Discosaoleo, das 11h às 18h desta sexta-feira (Campos Sales, 628) e às 11h de sábado, 20.  Mais informações: 91 981347719 (produção). ​

Nenhum comentário: