21.11.08

Célia Bassalo redescobre vestígios da Art Nouveau em Belém


Os resquícios deixados pela Bélle Èpoque na cidade de Belém estimularam a professora e pesquisadora Célia Bassalo a escrever o livro "Art Nouveau em Belém", lançado este mês em Brasília, através do Programa Monumenta, do Ministério da Cultura (MinC), que atua em áreas protegidas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Em "Art Nouveau em Belém", Bassalo faz uma espécie de redescoberta da capital paraense em busca de pequenas e grandes marcas deixadas pelo art nouveau na cidade. Além da extensa pesquisa bibliográfica, a pesquisadora visitou os inúmeros espaços onde ainda há manifestação do estilo em Belém. Tudo foi devidamente registrado pelos fotógrafos Octavio Cardoso e Caio Reisewitz.

O Art Nouveau se apresenta como tendência arquitetônica inovadora do fim do século XIX; um estilo floreado, onde se destacam a linha curva e as formas orgânicas inspiradas em folhagens, flores, cisnes, labaredas e outros elementos.

Em Belém, a riqueza arquitetônica vem da época áurea da Borracha, como a edificação arquitetônica da loja Paris N´América que, segundo Bassalo, não é art nouveau, mas sua decoração interna é. "Vale lembrar de que hoje, o mobiliário de época foi vendido há tempos. Permanecem a belíssima escadaria, o lustre, parte do piso e outras coisas mais", diz. De acordo com a pesquisadora, não existe, à rigor, uma arquitetura art nouveau. "Este é um estilo de superfície. Os prédios eram decorados, interna e externamente, como motivos característicos do estilo", explica. (este texto segue nos posts abaixo. As fotos são todas de Octavio Cardoso).

3 comentários:

Anônimo disse...

OI já andei procurando este livro em várias livrarias e não consegui encontrá-lo, sabe onde eu poderia comprá-lo???

DaniloParanhos disse...

Belissimo trabalho de pesquisa, estou redescobrindo Belém. Parábens!!

Anônimo disse...

Livro > http://portal.iphan.gov.br/files/PDFs/Art_Noveau_em_Belem.pdf