11.7.11

"Ribeirinhos do Asfalto" vai para Gramado

O elenco no barco (Furo do Combu), indo em direção a Belém
Com direção de Jorane Castro, o curta “Ribeirinhos do asfalto" acaba de ser confirmado para participar da mostra competitiva do Festival de Cinema de Gramado (RS), que acontecerá de 05 a 13 de agosto, no Palácio dos Festivais. 

O filme foi rodado em dezembro de 2009, um pouco antes do Natal. A cidade naquela movimentação para as festas de final de ano e nós filmando no Ver-o-Peso. Usamos de várias estratégias para filmar, pois além de estarmos na maior feira céu aberto da América Latina, tínhamos como protagonista, a atriz Dira Paes, em pleno sucesso com a personagem Norminha de na novela da Globo. Logo, os pedidos de autógrafo e fotos junto a atriz poderia nos atrasar em muito o set.

Mas deu tudo certo. Os feirantes não só foram figurantes espontâneos do filme, como se tornaram alguns de nossos melhores aliados durante os três dias em que ficamos por ali. Além do Veropa (como carinhosamente chamamos por aqui, o Ver-o-Peso), tivemos locações na ilha do Combu, de onde filmamos a travessia de barco feita pelo elenco principal, tendo em direção, uma Belém com toda a sua urbanidade ao fundo, descortinada ao se sair do furo do igarapé que banha a ilha. Também estivemos em um conjunto habitacional de Marituba e no Distrito Industrial.

Dira Paes (Rosa) e Anne Dias (Dália)
Além de Dira Paes (Rosa), o elenco principal conta com Adriano Barroso (Everaldo) e com a estreante Ana Letícia (Deisy). No elenco especial e de apoio, tivemos Guilherme do Rosário (Anderson) Ives Oliveira (Nazareno), Paulo Marat (Motorista do ônibus), Anne Dias (Dália), Andréa Rezende, Marcelo Vilela, Marcelo Siqueira, Diego Rocha, Rosilene Cordeiro (Vendedora de plantas) e Emerson de Souza, entre outros que integraram a figuração.

Para Jorane Castro, a participação do filme em Gramado, um dos mais importantes festivais do país, é muito bom, pois proporciona ao filme um belo início de carreira. 

“O festival de Gramado é um dos mais populares e conhecidos do Brasil. Iniciar uma carreira em Gramado é um ótimo sinal de que estaremos em mais mostras e festivais. Estou curiosa, pois esta será a primeira vez que verei a reação de um público. O lançamento, em Belém, acredito, vá acontecer logo após Gramado”, diz a cineasta.

“Ribeirinhos do Asfalto” é um filme de personagens e a idéia do roteiro surgiu, de acordo com Jorane, a partir da observação da diferença e, ao mesmo, tempo desta proximidade que existe entre a cidade de Belém e a região das ilhas (39, ao todo). 

Em uma garagem de empresa de ônibus (Marituba)
“São universos tão distantes e tão próximos que me pareceu um bom motivo para fazer um filme”, comentou a diretora com o Holofote Virtual, à época das filmagens.

Ela explica que a ação do filme se desenvolve em apenas um dia, mas que basta isso para mudar a vida de todos os personagens principais. 

“O filme mostra as relações humanas entre pessoas que tem que lutar pela sobrevivência, enfrentando a dura realidade, longe de conceitos como bem e mal. A relação entre estes personagens, na realidade do Brasil contemporâneo, é o motor da história”.

Ribeirinhos do Asfalto é uma ficção, filmada de forma de documental. Há muito pouco de iluminação artificial, optando-se pela luz natural das locações. Pela escolha da estética, além disso, procurou-se intervir e menos possível nas locações escolhidas, trabalhando-se com a figuração local.

No Ver-o-Peso, a equipe conversa antes do próximo take
Equipe - Na equipe técnica, entre outros profissionais, havia Luís Laguna, na direção de produção, e Rui Santa Helena, na direção de arte. Na produção, estão Wanderson Lobato (Quero ser Anjo) e Camilla Leal (Matinta), além de Teo Mesquita (Miguel Miguel), nosso Platô incansável. No still, o fotógrafo Marcelo Lélis (Miguel Miguel e Matinta) e na produção de figuração, Dario Jaime. 

Na direção de fotografia, Pablo Baião (Tropa de Elite 2, Matinta), que teve a assistência de Pedro von Kruger. No som, Márcio Câmara, que trabalha com Jorane desde "Mulheres Choradeiras". Como seu assitente, assinou Mario Ribeiro. Na continuidade, Luciano Lira (Miguel Miguel), na maquiagem Sonia Penna, no figurino, Antônio Mauriti e na assessoria de imprensa, Dedé Mesquita.

Depois de fazer a continuidade de vários curtas realizados em Belém (Quero Ser Anjo, Alice, De Assalto, Era Uma Vez Carol, Chupa Chupa – a história que veio do céu, Miguel Miguel, Matinta), entre os quais dois outros de Jorane (Mulheres Choradeiras e Quando a Chuva Passar), fiz desta vez, a primeira assistência de direção, tendo como fiel escudeiro, Célio Cavalcante, fundamental para o processo, pois já trazia na bagagem outros trabalhos nesta função.

População na cena documental, misturada aos figurantes do filme
Gramado – Tenho certeza de que a seleção de “Ribeirinhos do Asfalto” para Gramado foi mais que merecida. O curta foi rodeado por desafios, todos ultrapassados em seis dias de filmagens, realizadas em inúmeras locações externas, envolvendo travessia de barco, viagens de ônibus de circulação e um número considerado de atores e figurantes.

Além de tudo, “Ribeirinhos do Asfalto” revela uma Belém de contrastes entre o que é urbano e ribeirinho, destaca um de seus mais incríveis cartões postais, o Ver-o-Peso, com toda a sua cor, revelada pelas frutas e iguarias da rica culinária paraense, e traz um elenco com uma atuação de primeira, como em breve todos teremos a oportunidade de ver.

Participar de Gramado na mostra competitiva, já é um êxito. Vou torcer, desde já, desejando que a carreira do filme seja longa e de muitas conquistas. Parabéns a todos que fizeram parte desta brava equipe!

Três dias filmando no Veropa
Apoio e patrocínio - O curta "Ribeirinhos do Asfalto" foi selecionado pelo Prêmio Petrobras Cultural e teve patrocínio do Banco da Amazônia por meio da Lei Rouanet. 

Apoio: Associação dos Moradores do Conjunto Beija Flor, Núcleo de Produção Digital do IAP, Cerpa, Viação Forte, Sol informática, Forum Landi (UFPA), Praticagem da Barra, Guarda Municipal de Ananindeua, Prefeitura Municipal de Ananindeua, Ver-o-Pêso Hotel, Polícia Militar, Ctbel, Fundação Yamada, TRANMAPA - Transportadora Marítima de Cargas do Pará - LTDA e Secretarias Municipais de Economia, de Saúde e de Saneamento.

2 comentários:

Palavreando disse...

Vai ter estréia em Belém? Qd vai ser?

Edinea Smith disse...

Fico muito feliz por ter participado como figurante, e vêr q o trabalho não foi em vão,parabéns para nós todos,estou lógico torcendo p/a q seja prêmiado em Gramado chique não! EDINÉA SMITH