5.1.10

Fotoativa abre 2010 com vasta programação

Presidente da associação Michel Pinho em entrevista faz uma análise do ano de 2009

O projeto Ver-te Belém Histórica da Fotoativa começa no dia 10 e se estende com várias atividades até o dia 31.

No dia 12 de janeiro, aniversário da cidade, comemorando seus 394 anos de fundação, haverá palestras itinerantes e uma jornada fotográfica que será conduzida pelo Centro Histórico de Belém.

O percurso escolhido valoriza o período anterior à Belle Époque, enfocando o primeiro bairro de Belém, que permaneceu isolado por muito tempo em virtude do pântano do Piri, imensa área alagada que protegia os primeiros moradores dos ataques dos índios da parte continental.

De acordo com o professor de história e atual presidente da Fotoativa, Michel Pinho, um dos focos desta ação é fazer as pessoas caminhem pela sua cidade, aprendendo mais sobre sua história. “Tem vários objetivos, penso que falar do enorme patrimônio material é um deles. Assim, desenvolvemos uma educação cidadã”, diz o professor de História e atual presidente da Fotoativa, Michel Pinho.

O novo ano começa bem para a Fotoativa que também teve muito o que comemorar nesta virada para 2010. No apagar das luzes de dezembro de 2009, ao ver uma mensagem de Michel Pinho no Twitter, informando que acabara de sair de uma reunião super positiva da Fotoativa, entrei em contato com ele para a entrevista que segue abaixo.

Logo depois segue na íntegra as informações sobre a programação que inicia na semana que vem, enviada pela Ana Clara, da assessoria de comunicação da Fotoativa.

Holofote Virtual: O que a Fotoativa tem para comemorar com o fechamento de 2009?

Michel Pinho: A Fotoativa comemora 25 anos em 2009 e conseguimos renovar o contrato de ocupação do casarão por 20 anos perante a prefeitura de Belém.

O IPHAN já empenhou a verba para o restauro integral do imóvel e o Governo do Estado do Pará entrará com a outra parcela, tenho a certeza que iremos assinar o documento agora em 2010.

A cidade de Belém vai ganhar um dos mais modernos centros difusores de fotografia do país. Além disso, os eventos tradicionais com Pinhole Day, Oficinas, Largo Cultural ganharam mais um braço importante: o Café Fotográfico, com Luiz Braga, Miguel Chikaoka, Walda Marques, Paula Sampaio entre outros apresentaram seus trabalhos para platéias lotadas.

Holofote Virtual: O que virá em 2010?

Michel Pinho: Tenho certeza que em 2010 vamos concretizar uma dos nossos maiores sonhos: iniciar as obras de restauro da sede. Tivemos nosso projeto aprovado na lei Semear e batalhamos pela Rouanet, isso possibilitará a ampliação do Pinhole Day (dia mundial da fotografia artesanal), a construção de um colóquio de fotografia mais forte, diversificar nossa grade de oficinas e oferecer mais benefícios para os sócios da Fotoativa.

Holofote Virtual: O ano que finda foi positivo para a fotografia paraense, sempre em destaque diga-se de passagem, na cena local e nacional?

Michel Pinho: O Movimento fotográfico paraense tem uma força impressionante. Alberto Bitar com destaque com fotografias e vídeos selecionado no Rumos do Itaú Cultural, Dirceu Maués e Naylana Thiele com bolsas de residência fora do Brasil, Luiz Braga na Bienal de Veneza, Fátima Silva selecionada em uma publicação nacional sobre Negros no Brasil.

Na cena local, a Fotoativa se firma com parcerias importante: sediamos mais uma vez, o resultado de uma bolsa de pesquisa do IAP, do fotógrafo Octavio Cardoso.

A fotografia paraense passa a ser difundida dentro das universidades locais: somente no mês de dezembro foram dois convites que a Associação recebeu para falar do tema, as palestras foram feitas para um curso de pós graduação em patrimônio histórico e no outro sobre turismo.

Holofote Virtual: Como está a atual formação da diretoria, quais foram as principais conquistas?

Michel Pinho: Como é possível perceber, a quantidade de frentes que a Fotoativa atua, demanda o trabalho de muitas pessoas. Fátima Silva tem um papel importantíssimo nessa nova fase da associação, sua experiência de produtora fez com que a Associação vencesse quase tudo o que pleiteou em leis de incentivo e editais de fomento em arte educação.

Ana Catarina, ex-presidente, trouxe no ultimo mandato a necessidade de um plano estratégico e de definir missão e rumos; Miguel Chikaoka é o atual coordenador do núcleo de formação e experimentação, responsável pelo estratégica missão de multiplicar os instrutores.

Irene Almeida, vice-presidente, comandou em conjunto com Ionaldo Rodrigues e Evandro Neves o Café Fototráfico, além da Ana Clara nossa coordenadora do núcleo de comunicação, responsável direta pela excelente visibilidade na mídia que tivemos em 2009.

Holofote Virtual: No setor políticas públicas para a fotografia, como você analisa as atuais ações governamentais?

Michel Pinho: As ações específicas para a área de fotografia ainda é tímida, mas temos avanços: contamos com a maior importante bolsa de pesquisa do estado (IAP) selecionando fotógrafos, a Secult criou um edital para publicações de autores paraenses e agora em dezembro formou-se uma rede de produtores de fotografia que teve audiência com o ministro da cultura. Avançamos mas precisamos ir mais além.

Holofote Virtual: E o Michel Pinho, o que achou deste ano e o que está guardando ou aguardando para 2010?

Michel Pinho: 2009 foi um ano de trabalho e de grandes alegrias. Muito trabalho na Fotoativa, feito com esmero e dedicação: fotovarais, palestras, oficinas...

Como fotógrafo, participei da Mostra Fotoativa Cartografia Paraense, realizada nas unidades do SESC em São Paulo. Nos meus planos de 2010 estão a continuidade do projeto da borracharia e expor minhas fotografias em Preto e Branco que ainda são inéditas. Desejo que 2010 seja um ano de muita luz, para todos.

Mês de janeiro na Fotoativa

A abertura da programação do projeto Ver-te Belém Histórica acontecerá no dia 10, às 9h, com fotovarais itinerantes, que serão realizados simultaneamente nas praças da República e Batista Campos e no Mercado Ver-o-Peso, exibindo imagens sobre o patrimônio histórico de Belém.

No dia do aniversário da cidade, às 8h sairão da sede da Fotoativa a jornada fotográfica e as duas palestras – uma com a arquiteta e urbanista Elna Trindade e outra com Michel Pinho, cada uma cumprindo um percurso diferente.

Os outros eventos programados são a oficina Mini-Pinhole (dias 16 e 17, às 9h); o Café Fotográfico com o artista multimídia paraibano Ricardo Peixoto (dia 25, às 19h); e a performance Fotógrafo Lambe-Lambe, do grupo Usina Contemporânea de Teatro (dia 30, às 9h).

Para finalizar as comemorações pelo aniversário da cidade, no dia 30 haverá um grande fotovaral na Praça das Mercês, exibindo os resultados da jornada, a partir das 9h. Na ocasião, será encenada novamente a performance Fotógrafo Lambe-Lambe e haverá, ainda, apresentações dos músicos convidados Marcos Puff e MG Calibre.

Todos os eventos do projeto são gratuitos. O Ver-te-Belém Histórica faz parte das ações do Largo Cultural das Mercês, projeto selecionado pelo Edital de Artes Visuais 2009 da FUNARTE, com a parceria da Fundação Athos Bulcão.

Paralelamente à programação do Largo Cultural das Mercês, a Fotoativa apresenta a oficina Laboratório de Multimeios, com Ricardo Peixoto, que abordará experimentações para a comunicação visual, sonora, escrita e corporal. A atividade conta com apenas 20 vagas e as inscrições já estão abertas.

Programação

10.01 - Fotoavaral Itinerante (Praças da República e Batista Campos e Mercado Ver-o-Peso) - a partir das 09h.
12.01 – Palestras itinerantes e jornada fotográfica pelo Centro Histórico de Belém. Saída da sede da Fotoativa, às 08h.
16 e 17.01 – Oficina Mini-Pinhole, das 09h às 12h.
25.01 - Café Fotográfico com Ricardo Peixoto (Paraíba), às 19h.
30.01 - Performance “Fotógrafo Lambe-Lambe”, com o grupo Usina Contemporânea de Teatro, às 09h.
31.01 - Fotovaral, performance Fotógrafo Lambe-Lambe e apresentações dos músicos Marcos Puff e MG Calibre, a partir das 09h.

Programação paralela: Oficina “Laboratório de Multimeios”, com Ricardo Peixoto, de 26 a 30.01. Número de vagas: 20. Investimento: R$ 180,00.

Fotos que ilustram esta matéria de Valério Silviera (exceção: foto de Michel Pnho e da exposição dele, em uma Borracharia).


Um comentário:

dila disse...

Amei, sou uma admiradora de toda equipe da fotoativa e prabeniza-los pelo importante trabalho que tem contribuido para expansa da cultura na nossa cidade.