10.1.13

Depois do The Voice o 1º show no Theatro da Paz

Liah Soares
É mais “Um Presente para Belém”. O aniversário da cidade traz um grande show para o público, neste sábado, 12, quando a capital paraense completa 397 anos. Liah Soares, a paraense que participou do reality show da Globo, cantará no Theatro da Paz, às 20h. Os ingressos serão distribuídos gratuitamente, a partir das 9h da manhã. Por aqui desde o início da semana, nos últimos dias ela vem cumprindo uma agenda que inclui ensaios e entrevistas à imprensa, como a que você vai ler aqui no Holofote Virtual. 

Enquanto aquela moça de olhos castanhos e voz aveludada começava a mostrar o que sabe fazer, e ia ganhando a admiração de Lulu Santos, Carlinhos Brown, Cláudia Leite e Daniel, por aqui ela encantava milhares de paraenses.

Logo no início do reality show muitas pessoas chegarama pensar que se tratava de Luê Soares ou Lia Sophia, duas outras cantoras paraenses que vêm despontando no cenário nacional da música brasileira. A Globo por aqui descobriu artistas, mas acabou nos apresentando Liah que neste sábado, 12, homenageará Belém em seus 397 anos, fazendo o primeiro show do ano, no Theatro da Paz, às 20h, com entrada franca. 

O convite veio da Secretaria de Estado de Cultura do Governo do Pará e foi prontamente aceito. Além da vontade de vir para Belém em um momento tão fértil, também para a carreira dela, Liah está acertando outros negócios na capital paraense. Ela provavelmente será contratara para representar na publicidade uma grande empresa daqui. 

Embora tenha pouca intimidade com a cidade, não é a primeira vez, que a cantora vem a Belém. “Tenho uma irmã que mora em Castanhal e sempre que posso vou visitá-la e aproveitamos para passear por Belém. Conheço e adoro os pontos turísticos, a cor e o sabor dessa cidade, as pessoas sempre tão doces e carinhosas. Fiz um show muito bacana em uma praça aqui, eu e o Skank, na mesma noite. Foi super especial”, comenta. 

Ainda que estivesse afastada há muitos anos do estado de origem, e nos últimos meses tenha ficado dedicada ao reality show, mesmo assim, ela pôde acompanhar um tanto do recente boom da nossa música Brasil afora. E desde que chegou, Liah está vivendo momentos de alegria e satisfação. 

Ensaios começaram na segunda-feira, 07
Cena paraense - Os ensaios, que iniciaram na segunda-feira, 07, reúnem uma constelação de músicos, como Luiz Pardal (multi instrumentista), Jacintho Kawage (piano), Paulinho Assunção (percussão), Príamo Brandão (baixo) e Tiago Belém (bateria), além do carioca Júlio Raposo, também um multi instrumentista.

“Quero homenagear Belém e também mostrar á cidade o meu repertório atual. Os músicos são excelentes e a acústica do Theatro da Paz é incrível. Tenho gravado os ensaios em um celular e o som já fica ótimo”, diz ela entusiasmada, inclusive com o que anda acontecendo por aqui. 

“Acho que a música paraense vive um novo momento, com novos artistas que conquistaram o Brasil como a Gaby Amarantos. Ainda tem muita gente talentosa que tem representado o Pará, como o Felipe Cordeiro. Acho que existe também uma renovação, uma nova proposta musical surgindo. O Pará tem artistas maravilhosos, tenho muito orgulho em ser paraense”, assegura. 

“Lá fora eu sempre fui a paraense. Mas eu mesma não sabia disso até chegar por aqui e sentir o que realmente isso significa”, diz a cantora e também compositora que teve, ainda criança, uma música defendida e selecionada para um grande festival de música realizado no interior do Pará. Tocando o violão, ganho de seu pai, ela viu a sua frente o primeiro grande público. 

“Nasci em Tucuruí, mas logo em seguida meus pais se mudaram pra São Domingos do Araguaia, uma cidade do interior do Pará. Sou a caçula de uma família de 4 filhos e a paixão por música vem desde criança. 

Sou uma curiosa nata por instrumentos musicais, aprendi os primeiros acordes num cavaquinho que meu pai deixava abandonado na sala aos 8 anos, depois violão. O primeiro festival de música que participei com uma composição minha eu tinha apenas 12 anos. Foi o FECAM, festival da canção em Marabá. A partir daquele dia, eu tive certeza que queria viver de música”, revela. 

Liah Soares já vinha conquistando sucesso antes de participar do reality show. Suas músicas já vêm fazendo parte em trilhas sonoras de novelas e programas da Rede Globo, como a de seu 2º disco “Perdas e Ganhos”, que fez parte da trilha de Malhação. 

Morando atualmente no Rio de Janeiro, ela vem vivendo uma nova experiência de intercâmbio cultural, como cantora, compositora e musicista. Mais recentemente participou de algumas coletâneas de discos e se apresentou ao lado de Maria Gadú. 

A emoção de cantar no Da Paz
O show – No Theatro da Paz o público vai ouvir “Sangrou”, “Todos os Cantos” e “Nossa Música”, composições que estão no novo álbum, “Quatro Cantos”, gravado pela Som Livre e que já anda esgotado; e também “Outra Porta” e “Garotas que Choram demais”, do terceiro CD “Livre”, lançado em 2004.

Além do hino que canta Belém, “Flor do Grão Pará”, de Chico Sena, e outras músicas que são a cara da cidade como “Foi Assim”, de Paulo André Barata, e “Sinhá Pureza”, de Pinduca. Outras sonoridades do Pará também estarão reveladas, como na música “Cada Dia”, composição de Liah que traz influências da guitarrada. 

A cantora diz que é fã do estilo. “Adoro o Mestre Vieira, admiro e quero conhecer mais do trabalho dele”, decretou. E para matar a sede do público, ainda estarão no repertório, músicas que ela cantou no The Voice, como “As Rosas não Falam”, do inesquecível Cartola, “A Novidade”, de Gilberto Gil, da qual ela puxa em um pourporri “De Noite na Cama”, de Caetano Veloso, “Tempo Perdido”, de Renato Russo e “Asa Branca”, do grande Luiz Gonzaga, entre outras. 

"Estou com aquela sensação doce de realizar um sonho e meu sorriso não sai do rosto todas as vezes que penso nisso. São vários motivos. Cantar na capital da minha terra natal, celebrando o aniversário de Belém e ainda cantar num palco que sonho pisar desde menina. O Theatro da Paz é o um lugar sagrado pra mim”, diz emocionada. 

“O show será único na minha vida. Com músicos paraenses, revisito minhas origens musicais mesclando com meu repertório autoral e os clássicos imortais que também fazem parte da minha trajetória, que inclusive cantei no The Voice”, continua.

Antenada com sua carreira em todas as vertentes e sabendo muito bem onde quer chegar, Liah Soares também se preparou para entrar no circuito do mercado cultural. Cursou faculdade de Ciências Sociais com ênfase em Políticas Culturais e acredita que as regiões fora do eixo ainda precisam, como a nossa, mais atenção e respeito por parte do governo e suas políticas voltadas para esta área. 

“Quis entender um pouco mais sobre artes e políticas em geral. Diria que o eixo Rio-São Paulo ainda se sobressai muito em relação às outras regiões do país e que ainda precisamos melhorar essa redistribuição das políticas públicas para apoiar toda a diversidade cultural do Brasil que é imensa”, conclui. 

É em meio a grande expectativa do show e cercada de bons momentos, vividos esta semana em Belém, que Liah conversa com o Holofote Virtual. Além do que já foi destacado acima, falamos mais de sua carreira após o The Voice focando sempre o ela mais gosta de fazer, claro, que é cantar e compor. 

Liah diz que também vai tocar no show
Holofote Virtual: The Voice. Como foi a experiência, a vivência como concorrente e com estes artistas que estavam envolvidos?

Liah Soares: A experiência no The Voice foi incrível. Fiz muitos amigos, aprendi demais com tudo que vivemos lá juntos e só posso dizer que tem muita gente talentosa e com um caminho muito bacana pela frente. Vislumbro perfis de artistas diferentes e respeito muito todos eles. Além de tudo, conquistei o respeito e admiração de grandes músicos do cenário brasileiro como Lulu Santos, Claudia Leite, Carlinhos Brown e o cantor Daniel (que foi um técnico muito amigo, competente e generoso). 

Holofote Virtual: Você já está na estrada da música há um bom tempo. O que acontece com sua carreira depois do The Voice. Muda muito? 

Liah Soares: O que muda é o reconhecimento do meu trabalho pelo grande público e com isso os compromissos profissionais me trouxeram uma vida mais agitada, mas estou muito feliz e buscando ter calma pra aproveitar as oportunidades e novas portas que estão se abrindo. 

Jacintho Kawage, no piano
Holofote Virtual: Pode-se dizer que você é uma cantora de carreira nacional. Moras no Rio de janeiro já tem um bom tempo. Como tem sido sua trajetória até este momento?

Liah Soares: Sinto-me muitíssimo feliz e realizada. Minha carreira sempre foi de muita luta, batalhei muito para conquistar meu espaço, para mostrar minha música, para viver da minha arte com dignidade! 

Participei de algumas coletâneas de discos (Elas cantam Paul McCartney, Elas cantam Roberto Carlos, Tributo a Cazuza), cantei numa edição do Criança Esperança ao lado de grandes artistas. Meu novo álbum, pela Som Livre (Quatro Cantos), emplacou outra música em novela da Rede Globo com direção de Jayme Monjardim. 

E o ano de 2012 me deu o grande presente de estar na final de um Programa como o The Voice Brasil, estou orgulhosa da minha trajetória e de ter chegado aonde cheguei sendo eu mesma, cantando a minha verdade. 

Holofote Virtual: E os projetos para este ano? 

Liah Soares: Pra esse ano, além de querer fazer meus shows por todo o Brasil, o grande projeto é gravar meu primeiro DVD, um sonho antigo meu. Já estou pensando no repertório e conceito, onde enfatizo minhas raízes e influencias musicais para contar minha história nesse show, com muita intimidade e verdade para publico brasileiro. 

Holofote Virtual: O que dizer aos jovens que, como você, estão investindo em uma carreira artística? 

O violonista caricoa Julio Raposo a acompanha também
Liah Soares: Aos jovens cantores que estão iniciando uma carreira, eu digo que nunca desistam dos seus sonhos, sigam sempre em frente, encarem todas as barreiras, estejam sempre recomeçando e sempre tentem outra vez! A música é um dom divino e viver por e para ela é algo de valor inestimável! 

Holofote Virtual: Belém faz 397 anos... 

Liah Soares: Belém, Feliz Aniversário, muuuuuuitos anos de vida! Sou só felicidade por estar fazendo parte dessa data tão especial! Esse é, sem dúvidas, um dos momentos mais especiais da minha carreira!

Um comentário:

Bruno Alexandre disse...

te adoooro liah minha idola