2.5.17

Sammliz retoma shows com lançamento de clipe

Foto: Liliane Moreira
“Quando Chegar o Amanhã”, clássico romântico da música espanhola, gravado por Leonardo Sullivan nos anos 1980, e um dos bregas mais conhecidos pelos paraenses, foi reinterpretado por Sammliz em seu debut solo, Mamba, na única faixa não assinada pela compositora, e que agora também ganha clipe.

O amanhã nunca chega para corações que partem antes da hora. A separação prematura de corpos e almas que deviam seguir outros destinos serve de roteiro para o clipe de “Quando Chegar o Amanhã”, dirigido por Adrianna Oliveira, premiada por “A Batalha de São Braz”.

Entre o sonho e o pesadelo, o roteiro usa a questão do feminicídio e da intolerância à diversidade para comunicar sobre a violência ao feminino, sobre mulheres mortas em silêncio todos os dias. O suspense no ar como sentimento compartilhado por todas aquelas que temem sair sozinhas e nunca mais voltar, e as vidas interrompidas por machismo e violência.

O clima de Cidade dos Sonhos (David Lynch, 2001) é proposital e quer dar o ar onírico e surrealista que é pensar na persistente coerção às mulheres binárias e não-binárias em plena época de emancipação feminina e transgênero. Outra referência utilizada para concepção do clipe foi o elogiado episódio “San Junipero”, da série Black Mirror, na ambientação que conta a história de amor que atravessa o tempo entre duas mulheres, na cartela de cores utilizada, e também na fotografia que flerta com o kitsch e o sombrio.

Foto: Liliane Moreira
A produção foi totalmente feita em Belém, por uma equipe composta em sua maioria por mulheres, e além de Adrianna Oliveira na direção, o clipe conta com direção de fotografia de Thiago Pelaes, e direção de arte de Tita Padilha. Realização Marahu Filmes. O clipe estará disponível na redes sociais da cantora e no site sammliz.com.br

Sammliz traz super banda e várias participações. Leo Chermont(guitarra), João Lemos( Guitarrra), Inês Fernandes(baixo), Dan Bordallo ( teclado) e Júnior Feitosa( bateria). São váras as participações. Na abertura especial, o Coletivo Empodera,  um combo de cantoras, compositoras e musicistas da cidade, como Ana Clara, Amanda Coelho, Natalia Matos, Nathalia Lobato, Nathalia Petta, Lari Xavier, Livia Mendes, Melly Rosas, além da Companhia Mirai de Dança e Movimentosete8 em performances, os djs Bambata Brothers (soul, funky, afrobeat, SKA, Rocksteady, jazz), Tita Padilha e Jonathan Camelo com rocks e pops.

Intensidade e novos clipes à vista

Foto: Julia Rodrigues
Sammliz é conhecida por suas apresentações fulminantes. O aguardado primeiro disco, MAMBA constou em dezenas das principais listas de melhores lançamentos nacionais de 2016, mantendo o Pará como um dos grandes expoentes musicais do Brasil. 

MAMBA é denso, autobiográfico, onde a cantora e compositora explora temas como o tempo, a morte, o amor, a mulher, o misticismo, e une poesia, stoner, post punk, eletro pop, velhos bregas e cumbias.

A tour de lançamento passou por  Belém, São Paulo e Belo Horizonte. O disco, lançado pelo selo Natura Musical, foi produzido pela própria cantora, Leo Chermont (Strobo) e João Lemos (Molho Negro), com direção artística de Carlos Eduardo Miranda. Em 2017 a cantora prepara mais 3 lançamentos de clipes,  single especialíssimo parceria com Dona Onete, e lançamento de 1 EP + tour pelo sudeste no segundo semestre. 

Serviço
Show  Lançamento do Clipe "Quando Chegar o Amanhã", de Sammliz. Nesta sexta-feira, 12, no Baron Club, Av Nazaré 579,  22h. Ingressos somente na hora: 10 reais - Promo 20 reais (+cd MAMBA). Participação: Cia Mirai e Movimentosete8. Djs Bambata Brothers/ Tita Padilha/ Jonathan Camelo.

(Holofote Virtual, com informações da assessoria de imprensa da cantora)

Nenhum comentário: