15.2.11

O cinema paraense fica de luto

Bruno, gravando doc. para o NPD no Forum Social Mundial (2009)
Faleceu nesta manhã chuvosa de terça-feira, 15, o fotógrafo e realizador Bruno Assis, vice-presidente da ABDeC-PA. 

O corpo de Bruno está sendo velado na capela do Recanto da Saudade na Diogo Móia, entre Alcindo Cacela e Nove de Janeiro. Ele estava internado desde a semana passada no Hospital Guadalupe, com dores abdominais, que os médicos depois diagnosticaram como câncer. O sepultamento acontecerá amanhã de manhã (10 horas) no Cemitério do Recanto da Saudade.

Bruno Assis, 29, era formado em Artes Visuais e Tecnologia da Imagem. Atuava na fotografia desde 2004, recebendo duas Menções Honrosas, salão “Primeiros Passos” do CCBEU (PA-2004) e no “Salão da Vida” do Hospital Ofir Loyola (PA-2005). 

Estreou em produções para TV, na área de Still e Assistente de Direção de Arte, em duas edições do Programa DOCTV-PA I e II, com o média metragem “Eretz Amazônia” (2004) e “O Homem do Balão Extravagante” (2005).

Em 2006 e 2007 trabalhou no filme “Serra Pelada”, documentário longa-metragem, que trata do processo de descoberta e exploração de ouro em serra pelada. Dirigido por Victor Lopes – RJ.

Firmando os passos na Fotografia, Direção e Edição, no ano de 2009, atuou em trabalhos como: “Em um lugar qualquer”, de Dirceu Maués, filme em película, curta-metragem experimental feito com fotografias artesanais, PINHOLE; “Interferência Primata”, vídeo clipe HDV, produzido de experimentos sonoros; “O mundo de Célia” e “Alegria sem fronteiras”, documentários HDV, curta metragem produzidos para a TV Brasil; “Shala – nem todos os finais são felizes”, curta metragem 35mm premiado pelo MINC Dirigido por João Inácio.

Bruno era presente em diversos projetos ligados ao cinema. Foi oficineiro e júri do 1º Curta Carajás, ministrando a oficina “A direção do olhar”; fez Direção de Fotografia em “Pelos caminhos do desenvolvimento”, Documentário HDV que trata da construção da hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu, produzido para TV espanhola e diretor de “Damiá Puig – Barcelona”, em Altamira.

Mais recentemente fez o Video Assist de "Eu receberia as piores noticias dos teus lindos lábios", longa metragem 35mm ficção, com direção Beto Brant e Renato Ciasca, pela Drama Filmes. Santarém, Pará, em agosto de 2010.

Bruno Assis fez especializações em Cinematografia Digital; Direção Cinematográfica para Ficção; Operação de Câmera e Direção de Fotografia; Produção de Imagem e Edição não linear.

Atualmente estava vice presidente Da ABDeC-Pa - Associação Brasileira de Documentaristas e Curta metragistas do Pará. 

(com informações do perfil de Bruno Assis, do LinkedIn)

11 comentários:

Paula Macedo disse...

Deus levou mais um anjo da terra, é assim que eu interpreto para compreender a surpresa e dor ao receber esta notícia! Não conhecia bem o Bruno, mas as poucas vezes que tivemos contato ele sempre foi atencioso e muito gentil, percebia em seu semblante que era uma dessas pessoas especiais! Tenho certeza que deixará muitos ensinamentos, que seus amigos próximos e familiares aceitem da melhor forma a sua passagem, com muita luz, paz e harmonia! Meus sinceros sentimentos, Paula Macedo.

ToM Bastos disse...

Meu pesames pro Bruno
Descanse em paz irmão!

Anônimo disse...

Bruno foi um cara alegre, de sorriso largo e sonhos a perder de vista! Fica a saudade...

Sérgio Barbagelata.

Anônimo disse...

Pôxa vida. Fica aqui um singelo adeus.

Ricardo M.

Bruno Cantuária disse...

Que triste saber disso, e pensar que há algumas semanas ele buzinou do meu lado só pra dizer oi. Um cara muito bacana que vai só deixar saudade.

Claudia Kahwage disse...

Puxa vida é realmente inacreditável que uma pessoa que estava começando sua vida tenha que partir assim repentinamente. Meus sinceros sentimentos para os familiares e amigos do Bruno.

Dayse disse...

Estou chocada com a notícia.Conheci o Bruno lá pelo IAP e percebi que ele realmente era apaixonado pelo que fazia. Foi lá também que conheceu o cineasta Victor Lopes, que acredito ter sido uma dos seus grandes exemplos na jovem carreira. Estou longe de Belém e não poderei dar meu adeus pessoalmente, mas gostaria de enviar as minhas sinceras condolências à família e aos amigos.

Vá em paz querido Bruno.

priscila disse...

Vá em paz, amigo e volte logo!!!

Marginália Studio disse...

Ainda vou ficari amigo, esperando a visita que vc tanto me prometia , aqui em São Paulo

wendell aguiar disse...

Meu amigo você sempre foi muito bom, no que fazia um caso raro de talento e vocação e uma pessoa cheia de vida e alegria pura. abraçs e siga com Deus.

wendell aguiar disse...

Meu amigo você sempre foi muito bom, no que fazia um caso raro de talento e vocação e uma pessoa cheia de vida e alegria pura. abraçs e siga com Deus.